Políticas de emprego e renda no Amapá: avanços e perspectivas

Kátia Paulino Santos

Resumo


As políticas públicas de emprego trabalho e renda conquistam cada vez mais a atenção dos gestores públicos, o que se dá em decorrência do fortalecimento da concepção de que estas são extremamente necessárias para a diminuição do desemprego, do emprego precário e pela preparação do trabalhador para as transformações constatadas no mercado de trabalho. Este artigo propõe uma reflexão nas políticas de emprego do Amapá, que são realizadas pela Secretaria de Estado do Trabalho e Empreendedorismo - SETE, onde buscaremos avaliar seus principais avanços e desafios. De maneira introdutória, faremos uma contextualização das políticas de emprego e renda nacionais, fazendo menção às estratégias que vêm sendo utilizadas para a minimização do desemprego nas distintas regiões brasileiras. Em seguida, falaremos das políticas de emprego e renda empreendidas no Estado do Amapá, ocasião em que faremos a exposição de informações quantitativas de atendimento, assim como a avaliação das perspectivas de melhorias a serem alcançadas para uma maior efetividade dessa política de significativa relevância regional e nacional. Para tanto, faremos a análise de relatórios da SETE, assim como consultas bibliográficas em estudos da área. Nas considerações finais deste artigo, buscaremos o contraste das ações e resultados alcançados na prática pela SETE com os conceitos e orientações sugeridos por diferentes autores.

Texto completo:

PDF Português


Direitos autorais 2010 PRACS: Revista Eletrônica de Humanidades do Curso de Ciências Sociais da UNIFAP

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.