Pandemia da COVID-19 e práticas de atividades físicas por estudantes do 9º ano do Ensino Fundamental

Paulo Renzo Guimarães Júnior, Mesaque Silva Correia

##article.abstract##


O artigo analisa a prática de atividade física por estudantes do ensino fundamental, antes e durante a pandemia da COVID-19, em Teresina. Coletamos os dados com aplicação de questionário para quatro estudantes do 9o ano do ensino fundamental (n = 4), de uma população de quarenta e um (N = 41) estudantes. Produzimos o texto com base no método estatístico e tabelas de distribuições de frequências das variáveis estudadas, o que organizamos no programa JASP 0.13. O estudo contou com 3(75%) meninas e 1(25%) menino, com idade entre 14(25%) e 15(75%) anos. Todos afirmaram participar ativamente das aulas de Educação Física, dos quais 4(100%) deles faziam outras atividades fora da escola, com frequência semanal de 1(25%) vez e 2-3(75%) vezes. Durante a pandemia da COVID-19, 3(75%) mantiveram-se ativos, enquanto 1(25%) não realizou qualquer atividade física e a frequência semanal foi de 1(25%) nenhuma vez por semana, 2(50%) 1 vez por semana e 1(25%) 2-3 vezes semanais, configurando-se uma redução de atividade física durante a quarentena. A prática de atividade física reduziu durante a quarentena em adolescentes. Todavia não foi possível realizar inferências que pudessem caracterizar uma relação positiva entre quarentena e redução de atividade física.


##article.subject##


Pandemia da COVID-19; Quarentena; Atividade Física; Saúde do Adolescente

##reader.fullText##

PDF Português ()