Matemática e Teatro: saber matemático na produção do espaço cênico

José Everaldo de Oliveira Vasconcelos

Abstract


Este artigo de relato de experiência trata de uma narrativa autobiográfica acerca de um processo criativo nas artes cênicas, desenvolvido na Universidade Federal da Paraíba. Os dados são parte das memórias do autor, no que se refere a experiência de produção de espaços cênicos, que incorporam os números no ato de criação de cenas no teatro, estes representando as personagens, bem como as relações estabelecidas entre um, dois, três, quatro ou cinco personagens ou mais nas subdivisões do elenco e como auxiliam no trabalho criativo, que de algum modo tem influência dos trabalhos de Carrol (1982, 1913) e Descartes (1983). Os resultados abordam sobre um modo pessoal de uso de estruturas matemáticas como entes vivos para compreender como as subjetividades das personagens produzem os conflitos e criam o espaço cênico em que atuam e existem. A narrativa autobiográfica apontam para aproximação de assuntos da matemática, aplicados às artes cênicas, como um recurso que envolve a imaginação, a contemplação da natureza e o uso do saber matemático como uma ponte na produção artística. 


Keywords


Matemática; Teatro; Espaço Cênico; Narrativa Autobiográfica



DOI: http://dx.doi.org/10.18468/sc.knowl.focus.2018v1n2.p81-89

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Copyright (c) 2019 Science and Knowledge in Focus

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.