A cura popular: saberes tradicionais como prática pedagógica em defesa da sustentabilidade no Quilombo Menino Jesus de Pitimandeua, em Inhangapi (PA)

Amanda de Jesus Araujo Trindade Parente, Alana Sousa da Silva, João Colares da Mota Neto

Resumo


O objetivo geral desta pesquisa foi identificar e valorizar saberes ancestrais da Comunidade Quilombola Menino Jesus de Pitimandeua, localizada no município de Inhangapi-PA, utilizando as plantas medicinais usadas no Quilombo, pontuando hábitos sustentáveis e integrando-os como práticas pedagógicas no ensino de Ciências. A metodologia aplicada foi a pesquisa bibliográfica e a pesquisa-ação. Observou-se que existe a garantia legal para o ensino da cultura afro-brasileira dentro das escolas, entretanto, o ensino ainda segue como um sistema engessado, no qual não se valoriza os saberes da comunidade, pois que persiste um viés colonizador que se manifesta através de disciplinas curriculares que valorizam tão somente o ensino tradicional e sem o cumprimento de determinação legal que inclui nas escolas o ensino da cultura afro-brasileira e, consequentemente, o estranhamento da comunidade quilombola estudada sobre a importância e utilidade de estudo de temas que nada referem sobre sua realidade, costumes e cultura. Concluiu-se ser necessária uma reflexão acerca de novos métodos de ensino, que consigam atender às demandas da comunidade, em que os saberes empíricos sejam valorizados e que se apresentem como ponto de partida para a construção de um conhecimento que alinhe teoria a e prática, pois só assim se pode chegar a uma perspectiva ainda mais humanizada e universalizada da educação a partir da identificação e valorização dos saberes ancestrais de povos como a Comunidade Quilombola Menino Jesus de Pitimandeua, que muito ensinam sobre hábitos sustentáveis, isto é, sobre práticas que são relacionadas à sustentabilidade, que claramente podem ser integrados  como prática pedagógica no ensino de Ciências.


Palavras-chave


Educação. Ensino de Ciências. Quilombo. Sustentabilidade. Plantas Medicinais.

Texto completo:

PDF Português


Direitos autorais 2022 PRACS: Revista Eletrônica de Humanidades do Curso de Ciências Sociais da UNIFAP

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.