A observação-participante na metodologia de avaliação da política pública de Assistência Social

Diego Borges Cordeiro

Resumo


O artigo aponta resultados da Política de Assistência Social da cidade de São Paulo. Contudo, chega-se ao entendimento de que os serviços da assistência social não atendem as demandas de seu público pelo fato de serem implementados “de cima para baixo”, isto é, são decididos pela esfera política e a implementação é mero esforço administrativo. A análise acontece a partir da Tenda Bela Vista, equipamento socioassistencial localizado no centro de São Paulo, e que se destina ao atendimento da população em situação de rua. E um dos procedimentos metodológicos para se avaliar o serviço é através da observação-participante, um processo em que demonstra estabelecer um relacionamento multilateral diante dos problemas da política pública. Ademais, o artigo é amparado por bibliografias das ciências sociais e das políticas públicas, em especial à Política de Assistência Social do Brasil.


Palavras-chave


Política pública. Serviço socioassistencial. Observação-participante.

Texto completo:

PDF Português


Direitos autorais 2022 PRACS: Revista Eletrônica de Humanidades do Curso de Ciências Sociais da UNIFAP

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.