As origem das Escolas de Direito de Recife e São Paulo: a produção dos discursos jurídicos na primeira metade do século XIX

Bruno de Oliveira Rodrigues, Tiago de García Nunes

Resumo


Trata-se de estudo que pretende explorar e revisitar a produção daquilo que chamou-se, na história do Brasil, de bacharelismo e, a partir disso, destacar o papel que estes ocuparam na produção de significado e de um circulo de poder a partir das Escolas de Direito. Um ideal pseudo-liberal ocupou o cenário da produção das ideias, o qual, aliado a um autoritarismo relacionado a aristocracia rural, predominou na primeira metade do século XIX, orientando a produção do discurso e da ideologia estatal/social dominante. O bacharel das Escolas de Direito em São Paulo e Recife são o tipo social que reivindica a condução da máquina administrativa e do cenário político em formação, assegurando processos de reprodução e reformulação da classe dominante na primeira metade do século XIX, e até depois. 


Palavras-chave


Ensino de Direito; Liberalismo; Bacharelismo; Poder;

Texto completo:

PDF Português


Direitos autorais 2021 PRACS: Revista Eletrônica de Humanidades do Curso de Ciências Sociais da UNIFAP

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.