O “Nós Propomos”: plataforma pontencial para a viabilização da Agenda 2030 no Tocantins, Brasil

Maria da Vitoria Costa e Silva, Tatiana de Oliveira Sousa, Sandra Franklin Rocha Viana

Resumo


Este estudo buscou examinar se o projeto Nós Propomos, do Instituto de Geografia e Ordenamento do Território da Universidade Lisboa – Portugal, pode se constituir em uma plataforma de viabilização da Agenda 2030 no Tocantins. A metodologia qualitativa, além da análise de conectivos teóricos interdisciplinares, perpassou pela observação do trabalho de extensão da Universidade Federal do Tocantins (UFT), que tem aplicado essa proposta no âmbito das escolas públicas de ensino médio no município de Palmas, capital do Tocantins. Os resultados evidenciaram que o projeto Nós Propomos pode ser um mecanismo potencial à viabilização da Agenda 2030 no Estado. A conclusão foi que a extensão universitária, ao trabalhar o Nós Propomos nas escolas públicas, pode aproximar os jovens das comunidades locais e estimular a participação democrática à consecução dos objetivos de desenvolvimento sustentável no Tocantins.

Palavras-chave


pesquisa e extensão; educação participativa e sustentabilidade.

Texto completo:

PDF Português


Direitos autorais 2021 PRACS: Revista Eletrônica de Humanidades do Curso de Ciências Sociais da UNIFAP

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.