Corpos silenciados em busca de identidade: espelhos que refletem a falta

Éderson Luís da Silveira

Resumo


No presente trabalho propõe-se uma reflexão a partir de uma interface entre Análise do Discurso e os Estudos Culturais. Desse modo, o foco de análise será o estudo acerca dos padrões de beleza (per)seguidos na sociedade, enquanto evidência das relações de poder existentes em relação ao feminino enquanto objeto de julgamento do Outro.  Tomando o culto ao corpo ideal e as relações entre a mulher e a beleza construídas no imaginário social como paradigma, procuraremos analisar como ocorrem as subjetivações da mulher enquanto locus de indício dos processos de formação de identidades a partir da (des)identificação social. Apresentaremos alguns pressupostos da AD francesa para efetuar gestos de interpretação com a intenção de compreender como estão situadas na atualidade as discursivizações sobre o papel da mulher na sociedade a partir do discurso da falta. Nesse sentido, consideraremos o fato de que a beleza está ligada à condição sine qua non de ser vista pelo Outro e julgada afirmativamente por ele, bem como procuraremos estudar os apagamentos que emergem dos efeitos de sentido gerados.


Texto completo:

PDF Português


Direitos autorais 2013 PRACS: Revista Eletrônica de Humanidades do Curso de Ciências Sociais da UNIFAP

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.