A dinâmica territorial das grandes obras de infraestrutura desenvolvidas no Amapá no âmbito do Programa de Aceleração do Crescimento

Eduardo Margarit Alfena do Carmo, Cleuton Pinto Miranda, Celene Cunha Monteiro Antunes Barreira

Resumo


O Programa de Aceleração do Crescimento (Pac) foi implantado em 2007 com o objetivo de agregar todas as obras do Governo Federal em uma única plataforma. No Amapá, o Pac implantou novas usinas hidrelétricas, pavimentou rodovias, modernizou e ampliou o porto e o aeroporto, entre outras obras de infraestrutura capazes de gerar a fluidez necessária ao desenvolvimento do capitalismo e, consequentemente, promover o crescimento da economia. Portanto, o objetivo deste artigo é apresentar como o Pac se estrutura enquanto instrumento de ordenamento territorial do Amapá. Para tanto, foi realizado o levantamento bibliográfico e documental capaz de fornecer subsídios à compreensão das políticas territoriais fundantes do processo de ordenamento territorial do Amapá. Como resultado, constatou-se que o Pac representa a consolidação do planejamento regional estratégico da Amazônia, fundado em eixos de integração e desenvolvimento, em que as rodovias se apresentam como eixos fundantes da lógica de circulação e incorporação de terras ao desenvolvimento capitalista. Conclui-se que as redes técnicas são os elementos geradores desta nova lógica de ordenamento territorial, capaz de gerar a fluidez necessário ao desenvolvimento capitalista.


Palavras-chave


Amapá; Infraestrutura; Integração; Redes Técnicas.

Texto completo:

PDF Português


Direitos autorais 2019 PRACS: Revista Eletrônica de Humanidades do Curso de Ciências Sociais da UNIFAP

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.