A organização operária no Brasil da Primeira República (1889-1930): princípios e tendências

Selson Garutti, Rafael Pires Machado

Resumo


Pesquisa de cunho bibliográfico, cuja base teórica dada por Antunes (1980; 1983;) e Carone (1979), seu objetivo consiste na analise das teorias que influenciaram a organização do operariado brasileiro na conjuntura da Primeira República (1889-1930). Dentro da organização operária brasileira, dois polos são fundamentais: (a) reduções de carga horária de trabalho; (b) Tomada de consciência de classe: os anarquistas e os reformistas. Conclui-se que nesse período foram poucas as conquistas reais que os trabalhadores tiveram na nascente república brasileira.

Palavras-chave


Organização Operária, Primeira República, Greves, Anarquismo e Comunismo

Texto completo:

PDF Português


Direitos autorais 2019 PRACS: Revista Eletrônica de Humanidades do Curso de Ciências Sociais da UNIFAP

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.