Caminhos do saber Arukwayene nas águas da história: a emergência da historicidade Palikur em narrativas de memória

Carina Santos Almeida, Elissandra Barros da Silva

Resumo


Os Palikur-Arukwayene são um povo indígena que vivem em ambos os lados da fronteira entre o Brasil e a Guiana Francesa e, juntamente com Karipuna, Galibi-Marworno e Galibi-Kalinã, constituem o que a literatura convencionou chamar de povos indígenas de Oiapoque. Este artigo aborda a emergência da “historicidade” deste povo a partir das narrativas dos sábios Wet e Tebekwe e, ao mesmo tempo, analisa como estes sábios, de forma singular e distinta, são reconhecidos e referenciados por esta sociedade. A “latência” de saberes palikur-arukwayene emerge dos estudos e pesquisas que vem sendo desenvolvidas há alguns anos com o povo e, em decorrência disso, fomentam a (re)escrita da história a partir das interseções com as narrativas de vida, relatos de experiências, transmissão e compartilhamento de conhecimentos dos sábios. Neste percurso, fizemos o registro e documentação de narrativas que possibilitam considerar que muitos dos saberes do povo mantem-se vivos e presentes nas lembranças e reminiscências de memórias dos antigos

Texto completo:

PDF Português


DOI: http://dx.doi.org/10.18468/pracs.2018v11n1.p39-50

Direitos autorais 2018 PRACS: Revista Eletrônica de Humanidades do Curso de Ciências Sociais da UNIFAP

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.