Governos progressistas na América Latina e seus impasses em contexto neoliberal

Maurício Mogilka

Resumo


Este artigo pretende fazer uma análise das possibilidades de ascensão de governos progressistas na América Latina e em especial no Brasil no atual contexto neoliberal e agora, mais recentemente, de extrema direita. Refletindo a partir de uma perspectiva não-dirigista, mostra as dificuldades para os projetos políticos progressistas chegarem ao poder e aí se manter. Analisa também os governos de coalizão e seus limites. O artigo propõe uma alternativa de solução para estes impasses, baseada em uma crítica construtiva às esquerdas dirigistas e uma defesa de posturas mais dialógicas na relação esquerda-povo. Desta forma se poderia constituir as condições para o apoio popular necessário à ascensão de governos e legislativos progressistas, condição humanizadora necessária para se fazer frente à eficaz máquina política neoliberal. 


Palavras-chave


governos progressistas; esquerda dirigista; esquerda dialógica; apoio popular

Texto completo:

PDF Português


Direitos autorais 2019 PRACS: Revista Eletrônica de Humanidades do Curso de Ciências Sociais da UNIFAP

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.