Gestão social e cidadania deliberativa: a participação no Conselho Municipal de Assistência Social de Araguaína/TO

Gilberto Soares da Silva, Pedro Junior Lima Sousa, Airton Cardoso Cançado, Waldecy Rodrigues

Resumo


Os conselhos gestores são espaços potenciais nos processos decisórios e deliberativos da esfera pública. O fortalecimento desses espaços favorece o processo de consolidação democrática. Este artigo busca analisar o Conselho Municipal de Assistência Social de Araguaína (CMAS), Tocantins, examinando a Cidadania Deliberativa (6 categorias e 21 critérios), que são fundamentos para análise das cinco características da Gestão Social. A pesquisa é um estudo de caso, que levou em consideração questionários e entrevistas com os agentes do CMAS, e validados por meios de análise de conteúdo das entrevistas; pesquisa documental e observação não participante. Os resultados evidenciam uma boa pontuação para as categorias e os critérios da Cidadania Deliberativa, bem como para as características da Gestão Social. Concluiu-se que, mesmo com os desafios encontrados, especialmente relacionados aos objetivos não alcançados, acompanhamento das políticas e da participação da sociedade civil não organizada, o CMAS tem consciência de seu potencial e tem buscado enfrentar e garantir que o espaço seja construído coletivamente.

Palavras-chave


Gestão Social. Cidadania Deliberativa. Participação. Conselhos Gestores.

Texto completo:

PDF Português


Direitos autorais 2021 PRACS: Revista Eletrônica de Humanidades do Curso de Ciências Sociais da UNIFAP

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.