A fronteira num jogo de poder multiescalar: a França, a Guiana e a ponte sobre o Oiapoque

Madeleine Boudoux d’Hautefeuille

Resumo


A Guiana francesa está hoje engajada num processo de autonomização em relação à França metropolitana. Este processo é intimamente ligado à vontade de abrir-se sobre o ambiente regional. Neste contexto, o projeto da ponte sobre o rio Oiapoque, fronteira entre a Guiana Francesa e o Brasil, poderia surgir como uma oportunidade para desenvolver as relações com o Estado brasileiro vizinho, o Amapá. Decidido por e para a França e o Brasil num objetivo de apoiar simbolicamente as relações bilaterais destes, este projeto é de fato completamente desligado do nível local. No centro dos debates sobre a evolução do estatuto dos departamentos ultramarinos franceses, o projeto da ponte sobre o Oiapoque é sintomático dos paradoxos que existem entre a França e a Guiana.


Texto completo:

PDF português


Direitos autorais 1969 PRACS: Revista Eletrônica de Humanidades do Curso de Ciências Sociais da UNIFAP

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.