A história e os efeitos sociais da mineração no Estado do Amapá

Helena Cristina Guimarães Queiroz Simões

Resumo


Este artigo objetiva apresentar a história mineira do Estado do Amapá, relacionando-a inicialmente com o surgimento da mineração na Amazônia, além de analisar seus efeitos sociais em três municípios mineradores: Pedra Branca do Amapari, Mazagão e Vitória do Jarí. Considerou-se para o estudo, as novas exigências ambientais e sociais que surgiram, em especial na última década, para que as concessões de lavra fossem autorizadas. O resultado mostrou que pela natureza degradadora da atividade e pela falta de planejamento e fiscalização estatal, os impactos da mineração ou a inexistência de benefícios dela decorrentes nas comunidades locais, ainda se fazem presentes. Além disso, percebeu-se que os gastos municipais não promovem benefícios atuais ou uma economia alternativa, desconsiderando uma certeza: o esgotamento dos recursos e a paralisação futura das atividades.


Texto completo:

PDF português


Direitos autorais 1969 PRACS: Revista Eletrônica de Humanidades do Curso de Ciências Sociais da UNIFAP

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.