REPRESENTAÇÕES DA URBANIZAÇÃO DO TOCANTINS: PONTOS PARA UMA DISCUSSÃO

Ana Carolina de Oliveira Marques, Eguimar Felício Chaveiro, Luciana Silva Lima

Resumo


Pelas reflexões trazidas nesse trabalho deseja-se expor chaves, pressupostos e linhas de interpretação da urbanização no Tocantins. Para isso, contou-se com entrevistas feitas com intelectuais e pesquisadores que se ocupam com a temática. Valeu-se também de interrogações surgidas no interior do debate institucional, estatal e do senso comum.  Defende-se que a interpretação de Tocantins, sob a mediação da abordagem territorial, supõe entrever o jogo de escalas que colocam esta fronteira em conexão ao país e ao mundo. São essas conexões que dão sentido aos seus espaços e lugares, e que, portanto, elucidam a posição da cidade tocantinense na dinâmica territorial e urbana brasileira. Além disso, enunciam a diferencialidade espacial como componente ativo, concreto e especificador. Podendo, assim, falar em urbanização do Tocantins sem exilar-se do externo e sem desconsiderar o interno – e suas mediações dialéticas

Texto completo:

PDF Português


DOI: http://dx.doi.org/10.18468/pracs.2016v9n1.p177-191

Direitos autorais 2016 PRACS: Revista Eletrônica de Humanidades do Curso de Ciências Sociais da UNIFAP

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.