Desenvolvimento rural, meio ambiente e políticas públicas: os caminhos do fortalecimento da agricultura familiar na Amazônia brasileira

Mônica Schroder

Resumo


A Amazônia brasileira é uma região com particularidades que requerem tratamento diferenciado quando se trata de planejar e incentivar seu desenvolvimento. A questão que conduz a análise deste artigo é: como implantar políticas de desenvolvimento rural para a Amazônia, levando em conta a ampliação da presença do Estado, o uso sustentável de sua imensa biodiversidade e a redução das desigualdades sociais? A hipótese é que o estabelecimento de patamares diferenciados e sustentáveis para o desenvolvimento rural da Amazônia pressupõe a atuação governamental de forma ampla e integrada e espaços de diálogo tendo em vista a heterogeneidade dos agentes que nele atuam. Importante formar estruturas de governança que coordenem os interesses manifestados frente às oportunidades (e aos impactos ambientais e sociais) de desenvolvimento. Essas estruturas pressupõem a transmissão de informações, o provimento de incentivos e o exercício de controle entre os agentes. O objetivo deste artigo é abordar as ações de governo e das forças sociais regionais, especialmente para apontar as condições do estímulo à participação dos agricultores familiares no desenvolvimento rural da Amazônia

Texto completo:

PDF Português


Direitos autorais 1969 PRACS: Revista Eletrônica de Humanidades do Curso de Ciências Sociais da UNIFAP

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.