REFLEXÕES SOBRE VULNERABILIDADE DOS ADOLESCENTES A INFECÇÕES SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS

Bruna Corrêa Amoras, Atos Rorigues Campos, Eveline Pinheiro Beserra

Resumo


O risco de contágio das Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) pelos adolescentes é um grave problema de saúde pública. O objetivo deste estudo é refletir sobre o risco de contágio por uma IST pelos adolescentes. Trata-se de um estudo reflexivo que emergiu da disciplina Enfermagem em doenças transmissíveis do curso de graduação em Enfermagem da Universidade Federal do Amapá no semestre 2014.2. As seguintes categorias de discussão foram abordadas: Adolescente no descobrimento da sua sexualidade, A influência dos fatores culturais na sexualidade dos adolescentes e Educação em Saúde nas escolas para prevenção das IST entre adolescente. Observa-se nessa reflexão que as situações de vulnerabilidade dos adolescentes às IST relacionam-se a dificuldades para usar preservativos, baixa escolaridade, conhecimentos e informação sobre IST deficientes, fatores culturais e a falta de orientações. Estes situações levam os adolescentes a necessitarem de ações educativas contínuas e problematizantes que visem promover a prevenção das infecções sexualmente transmissíveis

Texto completo:

PDF Português


Direitos autorais 2015 PRACS: Revista Eletrônica de Humanidades do Curso de Ciências Sociais da UNIFAP

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.