TEORIA DAS REPRESENTAÇÕES SOCIAIS: UMA ABORDAGEM SOCIOPSICOLÓGICA

Geovane Tavares dos Santos, José Manuel de Barros Dias

Resumo


O presente estudo pretende analisar as concepções e contribuições dos clássicos da Sociologia, Karl Marx, Émile Durkheim, Max Weber, e do psicólogo social Serge Moscovici para o desenvolvimento da teoria das representações sociais. Neste sentido, a pesquisa tem como objetivos compreender as representações sociais a partir da ótica sociológica de Marx, Durkheim e Weber; analisar a ruptura entre conceito de representação coletiva de Durkheim e a teoria das representações sociais proposta por Moscovici; averiguar como as representações sociais se constituíram objeto de estudo multidisciplinar; verificar a importância da teoria das representações sociais para compreensão das relações sociais na atualidade. Para alcançar os objetivos foram utilizadas as seguintes obras: Durkheim (As Regras do Método Sociológico, Sociologia e Filosofia), Marx (A Ideologia Alemã, Contribuição à Crítica da Economia Política), Weber (Metodologia das Ciências Sociais e Conceitos Básicos de Sociologia), Moscovici (La Psychanalyse: Son Image et son Public and Representações Sociais: Investigação em Psicologia Social). Portanto, os resultados corroboraram a importância dos teóricos para desenvolvimento da teoria das representações, assim como fornecem os contributos necessários para averiguar como as representações sociais se constituíram objeto de estudo multidisciplinar, demonstrando a necessidade e relevância desta teoria para compreender as relações sociais atuais

Texto completo:

PDF Português


Direitos autorais 2015 PRACS: Revista Eletrônica de Humanidades do Curso de Ciências Sociais da UNIFAP

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.