MIGRAÇÃO JAPONESA PARA A AMAZÔNIA PERUANA E A FORMAÇÃO DA COMUNIDADE JAPONESA DE PUERTO MALDONADO, MADRE DE DIOS

Francisco Rodrigues da Silva Neto, Luis E. Aragón

Resumo


O objetivo central deste estudo foi analisar a migração de japoneses para a Amazônia peruana e sua consolidação em Puerto Maldonado (Madre de Dios). Três foram as principais causas desse processo: 1) Uma política contínua em prol da imigração japonesa para o Peru durante as primeiras décadas do século XX voltada para prover mão-de-obra nas fazendas de cana-de-açúcar e algodão da costa; 2) Envolvimento dos imigrantes japoneses em atividades econômicas demandadas durante a expansão da exploração da borracha na Amazônia peruana; e 3) Fortalecimento dessas atividades após a queda da economia da borracha para garantir o fornecimento de produtos necessários à população remanescente, inclusive, substituindo produtos não mais importados ou fornecidos por grandes empresas. A Amazônia peruana tornou-se cada vez mais atrativa para os imigrantes japoneses inconformados com as más condições de trabalho nas fazendas da costa, engrossando assim a migração para essa região. A própria existência de uma comunidade mais ou menos organizada que serviu de suporte na Amazônia peruana permitiu fortalecer a vinda de mais migrantes. Em Puerto Maldonado, os japoneses se dedicaram à produção de hortifrutigranjeiros e outros produtos agrícolas para suprir o mercado local, estabeleceram pequenos comércios, e forneciam alguns serviços especializados


Texto completo:

PDF Português


Direitos autorais 2015 PRACS: Revista Eletrônica de Humanidades do Curso de Ciências Sociais da UNIFAP

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.