Conflitos em unidades de conservação

Daguinete Maria Chaves Brito

Resumo


Este artigo discorre sobre o campo dos conflitos ambientais na criação e gestão de área protegidas, em especial em unidades de conservação. Os conflitos nestes espaços constituem uma realidade que vem sendo construída desde a instituição das primeiras áreas. Entretanto, passou a ter maior importância a partir da década de 1970. Estes conflitos necessitam de entendimento teórico, pois somente com este conhecimento será possível delinear ações e intervenções capazes de minimizar a degradação ambiental e social destas áreas. Compreende os conflitos ambientais é importante para a formulação das políticas e diretrizes que envolvem a construção da gestão e do manejo das unidades de conservação, pois, em ultima análise os conflitos refletem o processo histórico das lutas sociais e da transformação econômica na construção dos espaços geográficos. Na realidade a natureza é alvo de disputa por diferentes interesses e concepções, já que esta tem o poder de satisfazer as necessidades materiais e simbólicas da sociedade. O objetivo deste texto é compreender o processo de institucionalização dos conflitos nas áreas legalmente protegidas.

Texto completo:

PDF Português


Direitos autorais 1969 PRACS: Revista Eletrônica de Humanidades do Curso de Ciências Sociais da UNIFAP

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.