AS DIFERENTES PAISAGENS DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO SÃO GONÇALO, CEARÁ – BRASIL: PERCEPÇÕES DO OLHAR GEOGRÁFICO

Francisco Otávio Landim Neto, Antônio Jeovah de Andrade Meireles, Edson Vicente da Silva, Ana Larissa Freitas

Resumo


Este artigo apresenta uma base conceitual sobre o termo paisagem geográfica e enfoca as paisagens constituintes da bacia hidrográfica do rio São Gonçalo. Para tanto foi efetivado no plano teórico um diálogo entre estudos sobre a temática, e no plano empírico foram realizadas analises sobre as diferentes paisagens que estão presentes na bacia do rio São Gonçalo. Diante do exposto foi possível constatar que i) a importância de compreender a paisagem geográfica sob o prisma sistêmico, tendo que vista que a realidade é complexa e dinâmica, ii) a área de estudo apresenta um forte dinamismo em termos econômicos possuindo atividades voltadas a projetos de irrigação, agricultura de subsistência e Complexo Industrial e Portuário do Pecém – CIPP, e iii)  foi possível identificar diferentes feições paisagísticas na bacia, destacando os maciços residuais, a depressão sertaneja, as planícies fluviais e litorânea, funcionando a partir da conjunção de fatores climáticos, hídricos, geológicos, geomorfológicos, pedológicos e fitogeográficos.


Texto completo:

PDF Português


Direitos autorais 2022 Planeta Amazônia: Revista Internacional de Direito Ambiental e Políticas Públicas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.