EDUCAÇÃO AMBIENTAL E RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS: UM ESTUDO DE CASO EM UMA ÁREA ÚMIDA DE MACAPÁ, AMAPÁ, BRASIL

Beatriz Monteiro Costa, Arialdo Martins da Silveira Júnior

Resumo


Este estudo buscou avaliar a educação ambiental de moradores da ressaca do Beirol (Macapá-AP) e fatores que implicam na destinação final dos resíduos sólidos na área. Assim, observamos que o inadequado descarte de resíduos se relaciona, majoritariamente, com a ausência de sensibilização ambiental. Apesar da maioria dos moradores (80%) se sentir inserido no debate ambiental, apenas 38% demonstrou algum conhecimento sobre a temática. Doenças e odores foram os impactos mais citados, gerados pelo descarte inadequado de resíduos. É necessário um maior engajamento da população local frente às questões ambientais, visando a promoção de atitudes conservacionistas na área.

Texto completo:

PDF Português


Direitos autorais 2021 Planeta Amazônia: Revista Internacional de Direito Ambiental e Políticas Públicas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.