MAPEAMENTO SOCIAL PARTICIPATIVO E CIDADANIA: PLANEJAMENTO E GESTÃO SOCIOAMBIENTAL DE TERRITÓRIO INDÍGENA

Jacqueline Cunha de Vasconcelos Martins, Edson Vicente da Silva, Paulo Cesar Moura da Silva, Antônio Jeovah de Andrade Meireles

Resumo


Os povos autóctones brasileiros, historicamente perderam numerosa população, diversidade cultural e extensos territórios e continuam oprimidos em seus direitos. No Estado do Rio Grande do Norte, indígenas remanescentes têm reivindicado seus direitos em várias instâncias governamentais. Neste artigo são apresentadas temáticas teórico-metodológicas que envolvem pesquisa sobre cartografia socioambiental em comunidade indígena e objetiva subsidiar a sustentabilidade territorial e socioeconômica. A abordagem interdisciplinar via etnomapeamento participativo visa contribuir para o empoderamento, visibilidade e valorização sociocultural local, na perspectiva do planejamento e gestão territorial quedevem fortalecer a luta pela demarcação territorial; além de contribuir para o conhecimento nas ciências ambientais.

Texto completo:

PDF Português


DOI: http://dx.doi.org/10.18468/planetaamazonia.2018n10.p113-124

Direitos autorais 2019 Planeta Amazônia

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.