Políticas linguísticas e ecolinguística: algumas considerações

Celeste Maria da Rocha Ribeiro

Resumo


Este trabalho constitui-se em reflexões acerca da forma de implantação e implementação de políticas linguísticas no Brasil, evidenciando algumas das principais ocorrências dessas políticas atualmente. Por esse tema ter vinculação direta com as relações sociais provocadas pelos diversos usos linguísticos, julga-se necessário discutir, ainda que de forma sucinta, sobre a ecolinguística visto ser ela uma vertente da linguística que trata das relações da língua com o ambiente. Assim, toma-se como suporte teórico referenciais como Couto (2007 e 2009), Calvet (2007) e Bagno (2002). Ressalta-se que esse estudo consiste em um resultado parcial de pesquisa bibliográfica que vem sendo desenvolvida no Projeto de Pesquisa Atlas Linguístico do Amapá, vinculado ao Colegiado de Letras da Universidade Federal do Amapá e com o apoio e financiamento do CNPQ, do qual sou coordenadora juntamente com uma equipe de doze (12) acadêmicos do Curso de Letras e seis (06) professores desse mesmo curso


Texto completo:

PDF Português


Direitos autorais 2012 Planeta Amazônia

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.