VULNERABILIDADE SOCIAL E ÁREAS DE RISCO POTENCIAL NO REBORDO DO PLANALTO SUL-RIO-GRANDENSE, SANTA MARIA/RS

Fernanda Maria Follmann, Eliane Maria Foleto, Franciele da Silva

Resumo


Este estudo objetivou identificar as áreas de vulnerabilidade social localizadas nas áreas em risco potencial do Rebordo do Planalto Sul-Rio-Grandense, em Santa Maria/RS. Para tanto, foi utilizada a metodologia proposta por Menezes (2014) e Wiggers (2013), a qual propõe a identificação de três classes de vulnerabilidade: alta, média e baixa. Como resultado destaca-se que o local apresenta sinais de dinâmica das vertentes intensos, com áreas de vegetação inclinada sinalizando movimentos de rastejos, acelerado processo erosivo, com deposição de material de colúvio, e cortes nas vertentes próximas as moradias, sinalizando um possível cenário de risco. Nas áreas onde o risco se apresenta de forma iminente o poder de resposta da população é baixo, sinalizando uma alta vulnerabilidade social.

Texto completo:

PDF Português


DOI: http://dx.doi.org/10.18468/planetaamazonia.2016n8.p169-179

Direitos autorais 2017 Planeta Amazônia

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.