ECOTURISMO COMO VALOR PATRIMONIAL DE RESIGNIFICAÇÃO DO LUGAR: A EXPERIÊNCIA NA CHAPADA DIAMANTINA-BA

Lucas Bezerra Gondim, Christian Dennys Monteiro de Oliveira

Resumo


Este trabalho consiste em tratar de uma modalidade do turismo ecológico, diferenciada da visão mais convencional. Considera perspectivas da educação patrimonial a partir de vivências exploratórias, realizadas em 2014, na Chapada Diamantina, estado da Bahia. Evidenciaremos as potencialidades do ecoturismo associado às formas de valorização do lugar simbólico como espaço de ressignificação do patrimônio natural. Embora a relação entre esta prática turística e a educação já tenha sido debatida por alguns autores, buscamos um olhar alternativo, no qual esta atividade de lazer/ensino requalifica o patrimônio, na perspectiva do turista, enquanto lugar. Para tanto estreitamos diálogos entre autores que discutem o lugar e o patrimônio natural na abordagem cultural da Geografia.

Palavras-chave: Patrimônio natural; Ecoturismo; Educação patrimonial; Chapada Diamantina; Lugar

Texto completo:

PDF Português


DOI: http://dx.doi.org/10.18468/planetaamazonia.2016n8.p81-96

Direitos autorais 2017 Planeta Amazônia

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.