Os Usos da Língua Waiwai entre os Povos Indígenas do Mapuera

Lúcia Maria Silva Rodrigues, Sidney da Silva Facundes

Resumo


Este trabalho de pesquisa trata de fenômenos de usos linguísticos entre os povos indígenas falantes da língua Waiwai da família Karib, nos limites do Extremo Norte (Nordeste da Cidade de Manaus-Brasil), nos Estados do Pará e Amazonas, especificamente nas Terras Indígenas do chamado Complexo Cultural Tarumã Parukoto (em homenagem aos antigos povos indígenas Tarumã e Parukoto que habitavam as áreas das então Terras Indígenas), hoje demarcadas pelo Governo Federal, todas banhadas pelas bacias dos Rios Nhamundá, Mapuera, Cachorro e Alto Trombetas. Os dados coletados por Rodrigues (2012) contribuem de forma importante para os novos estudos sobre os usos das línguas indígenas faladas pelos povos Karib e outras etnias entre as diversidades sociolinguísticas existentes dos povos da região Amazônica. Busca-se observar na presente proposta, os usos da língua Waiwai falada pelos os povos indígenas presentes no Complexo, quando a usam e qual motivação de uso em seus discursos no seu dia a dia. Com base em dados coletados nas pesquisas, propõe-se uma análise sobre qual a importância de uso da língua Waiwai como língua mais fala pelas etinias consultadas; de qual a motivação de uso da língua Waiwai entre as etnias; da importância dos movimentos de fusão e dispersão entre as etnias como influência para o uso da língua Waiwai; o ensino da língua Waiwai como língua de nascimento como construção de sua história e a continuação dela entre os diferentes povos indígenas com o passar dos anos, em constante luta de resistência.


Palavras-chave


Família Karib. Língua Waiwai. Bi/-Multilinguismo. Educação Indígena. Complexo Cultural Tarumã Parukoto.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18468/rbli.2020v3n1.p135-149

Direitos autorais 2020 Revista Brasileira de Línguas Indígenas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.