Morfofonêmica, Nasalidade e Redução Silábica em Bakairi (Karib Sul)

Rodrigo Pereira da Silva Rosa, Evandro de Sousa Bonfim

Resumo


A partir da leitura e análise de textos e dados da língua Bakairi, o trabalho tem como objetivo mostrar aspectos da deriva histórica da fonologia e morfologia do Bakairi (do ramo Karib Sul). O foco analítico está no processo de redução silábica do Kurâ Itanro, privilegiando o contexto da morfofonêmica da língua. O processo de redução silábica do Bakairi produz variados fenômenos linguísticos de ordem fonológica, prosódica, morfológica e sintática. Tal processo, na língua Bakairi, diferencia-se das demais línguas da família Karib, ficando a nasalidade como importante traço para se recuperar os processos de redução silábica, tanto os que evidenciam a queda das consoantes nasais, produzindo sílabas com rima de núcleo ramificado, como a emergência da nasalidade morfológica, referentes a índices de pessoa e sufixos nominais.


Palavras-chave


Morfofonêmica; Nasalidade; Sílaba; Bakairi.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18468/rbli.2020v3n1.p150-159

Direitos autorais 2021 Revista Brasileira de Línguas Indígenas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.