Lang dji Pota-Iela: a Língua dos Pota

Janina dos Santos Forte

Resumo


O presente trabalho trata de conhecimentos e práticas culturais indígenas do povo Karipuna que vive na Terra Indígena do Uaçá, no Estado do Amapá. O pota é uma prática cultural que envolve a cura e a causa de algumas doenças muitas vezes provocadas por seres sobrenaturais. O pota é reza, canto utilizado para proporcionar alívio ou até mesmo a cura dessas doenças, ele é realizado por pessoas especialistas, não necessariamente um pajé, podendo ser cantado, assobiado ou murmurado, muitas vezes, assoprado. Não se sabe ao certo a origem dessa prática, ela é muito utilizada por vários povos indígenas da região do Uaçá, por isso, o pota apresenta em sua constituição diferentes palavras de diferentes línguas da família Karib e Aruák além da língua Kheuol Karipuna. Neste trabalho, o meu objetivo é descrever as estruturas do pota identificando palavras das diferentes línguas utilizadas nas composições das rezas/canto utilizando meus conhecimentos empíricos e linguísticos. Além de descrever as estruturas do pota, registrei, através de áudio, 33 pota. Como pertencente ao povo Karipuna, sei da importância de resguardar esses saberes que fazem parte da nossa identidade.

Palavras-chave


Karipuna; Pota; Rezas; Línguas Indígenas; Língua Crioula; Documentação.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18468/rbli.2019v2n1.p29-44

Direitos autorais 2020 Revista Brasileira de Línguas Indígenas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.