Sistema Vocálico da língua Panará (Jê)

Eduardo Alves Vasconcelos

Resumo


OOs primeiros estudos fonológicos sobre a língua Panará (Jê setentrional) foram realizados por Dourado (1990, 2001). Nessas análises, a pesquisadora propõe três alturas distintivas para as vogais orais e duas para as nasais, totalizando, assim, 15 segmentos vocálicos. Essa proposta é consistente com o padrão observado nas demais línguas Jê e com a proposta de reconstrução de Davis (1966) para essa família. No entanto, os fatos apresentados são pouco conclusivos quanto à distinção do traço [+ baixo] entre as vogais orais anteriores [-post.] e posteriores [+post.]. No corpus resultante de trabalho de campo em 2012, foi possível postular um sistema vocálico composto por sete vogais orais e seis nasais, divergindo da proposta de Dourado (1990, 2001), no qual o traço [+baixo] é distintivo somente entre as vogais posteriores não-arredondadas [+post., -arr.] e nas demais posições a oposição se dá somente pelo traço [± alto]. Este estudo tem como foco a discussão do sistema vocálico do Panará a partir da identificação dos traços distintivos relevantes.

Palavras-chave


Línguas Indígenas Brasileiras. Línguas Jê. Panará. Fonologia

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2020 Revista Brasileira de Línguas Indígenas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.