Características fonéticas, processos fonológicos e morfofonológicos nas oclusivas velares labializadas da língua Guarani

Ivana Pereira Ivo

Resumo


A língua Guarani é falada no Brasil, em diferentes Estados, pelas parcialidades Nhandeva, Kaiowá, Nhandewa e Mbyá. Este trabalho tem como objetivo apresentar características acústicas e articulatórias das oclusivas velares labializadas da língua Guarani, /kw/ e /gw/, considerando-se processos envolvendo esses sons, tanto no nível fonológico como também no nível morfológico, a partir de dados de fala obtidos junto a falantes das quatro parcialidades Guarani do Brasil. Após caracterização fonética dos sons, apresenta-se, ao final, a proposta de que os fonemas labializados /kw/ e /gw/ encaixam-se no jogo de oposições sistemáticas da língua Guarani, em seu nível fonológico: /kw/ pertence à classe natural das obstruintes [-estridentes] e /gw/, à classe das soantes [-contínuas] e os processos que as envolvem demonstram que a harmonia nasal é operante e é coerente nos processos fonológicos e também nos processos morfofonológicos, tendo como objetivo final manter a oposição funcional do sistema que se dá entre obstruintes e soantes.


Palavras-chave


Língua Guarani. Fonética. Fonologia. Morfologia. Oclusivas Velares Labializadas

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18468/rbli.2019v2n1.p17-28

Direitos autorais 2020 Revista Brasileira de Línguas Indígenas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.