Submissões

Submissões Online

Já possui um login/senha de acesso à revista Revista Brasileira de Línguas Indígenas?
Acesso

Não tem login/senha?
Acesse a página de cadastro

O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso.

 

Diretrizes para Autores

I. ARTIGOS

1. São aceitas contribuições em Português (Brasileiro ou Europeu), Inglês, Espanhol e Francês.

2. Título. O título deve ser centralizado, negrito, todo em caixa alta, fonte Times New Roman, 14 pt. Após o título na língua do artigo, deverá constar, obrigatoriamente, a tradução do mesmo em Inglês, exceto para os casos em que esta língua é utilizada ao longo de todo o artigo.

3. Resumo. Deve iniciar duas linhas após o título do artigo e obedecer aos seguintes critérios: conter entre 150 e 200 palavras, fonte Times New Roman, 11 pt, espaçamento simples, justificado.

4. Palavras-chave. Palavras-chave seguem uma linha após o resumo e devem somar no máximo cinco, separadas por ponto-e-vírgula.

5. Abstract. Deve iniciar-se duas linhas após o título do artigo e obedecer aos seguintes critérios: conter entre 150 e 200 palavras, fonte Times New Roman, 11 pt, espaçamento simples. Deve ser escrito, obrigatoriamente, em inglês. Exceção aos artigos escritos nesta língua.

6. Keywords. Seguem uma linha após o abstract e devem somar no máximo cinco, separadas por ponto-e-vírgula.

7. Título, resumo e palavras-chave, além das versões na língua do artigo e Inglês, podem ser apresentados em outras línguas.

8. Os artigos deverão ser enviados obrigatoriamente em arquivos formato.docx (ou similares) e em formato .pdf (em campo destinado a documentos suplementares), página A-4, contendo no mínimo 10 laudas e no máximo 30 laudas, espaço simples, Times New Roman, fonte 12 pt, com margens de 2,5 (superior e inferior) e 2,0 (esquerda e direita). As páginas devem ser numeradas no canto superior direito.

9. Os dados de identificação do(s) autor(es) não deverão constar no arquivo do artigo submetido à Revista Brasileira de Línguas Indígenas - RBLI, respeitando-se o sistema "Double blind peer review". O(s) nome(s) do(s) autor(es), por extenso, filiação acadêmica e endereço postal eletrônico deverão ser inseridos na seção submissões online - cadastro de usuários.

10. Transcrições fonéticas. Para as transcrições fonéticas, devem ser usados os símbolos do Alfabeto Fonético Internacional, preferencialmente as fontes: Arial Unicode ms, Lucida Sans Unicode, Gentium ou Times New Roman (versão 2010 e seguintes).

11. Glosas. Para as glosas e traduções dos exemplos, os autores deverão orientar-se pelas convenções de glosamento interlinear morfema-por-morfema do Leipzig Glossing Rules, disponível em: www.eva.mpg.de/lingua/resources/glossing-rules.php.

12. Figuras, tabelas, quadros, ilustrações, mapas e similares. Esses elementos devem ser centralizados e numerados a partir do número 1 (arábico) e não devem ultrapassar os limites das margens. Cada elemento tem sequenciamento próprio, com título acima, com um espaço simples, em Times New Roman, 11pt, negrito, centralizado; a informação de fonte deve vir abaixo, em Times New Roman, 10pt, centralizado.

13Notas de rodapé. As notas devem ser digitadas no fim da página e numeradas a partir de 1. Não serão aceitas notas no título do artigo ou no nome do autor.

14. Citações. As citações devem seguir no corpo do texto (não serão aceitas em notas), seguindo a NBR 10520/2002 da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).

15. Referências. As referências bibliográficas, contendo apenas as obras citadas no texto, seguem duas linhas após o texto final, em conformidade à NBR 6023/2018 da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). O recurso tipográfico para destaque é, preferencialmente, o itálico.

 

II. RELATOS DE EXPERIÊNCIA

1. São aceitas contribuições em Português (Brasileiro ou Europeu), Inglês, Espanhol e Francês.

2. Título. O título deve ser centralizado, negrito, todo em caixa alta, fonte Times New Roman, 14 pt.

3. Resumo. Deve iniciar-se duas linhas após o título do relato e obedecer aos seguintes critérios: conter entre 100 e 150 palavras, fonte Times New Roman, 11 pt, espaçamento simples, justificado.

4. Palavras-chave. Palavras-chave seguem uma linha após o resumo e devem somar no máximo cinco, separadas por ponto-e-vírgula.

5. Título, resumo e palavras-chave, além das versões na língua do relato, podem ser apresentados em outras línguas.

6. Os relatos deverão ser enviados obrigatoriamente em arquivos formato .docx (ou similares) e em formato .pdf (em campo destinado a documentos suplementares), página A-4, contendo no mínimo 04 laudas e no máximo 06 laudas, espaço simples, Times New Roman, fonte 12 pt, com margens de 2,5 (superior e inferior) e 2,0 (esquerda e direita). As páginas devem ser numeradas no canto superior direito.

7. Os dados de identificação do(s) autor(es) não deverão constar no arquivo do relato submetido à Revista Brasileira de Línguas Indígenas - RBLI, respeitando-se o sistema "Double blind peer review". O(s) nome(s) do(s) autor(es), por extenso, filiação acadêmica e endereço postal eletrônico deverão ser inseridos na seção submissões online - cadastro de usuários.

8. O relato poderá ser escrito de maneira contínua ou conter no máximo 02 (duas) seções, sem subseções.

9. Transcrições fonéticas. Para as transcrições fonéticas, devem ser usados os símbolos do Alfabeto Fonético Internacional, preferencialmente as fontes: Arial Unicode ms, Lucida Sans Unicode, Gentium ou Times New Roman (versão 2010 e seguintes).

10. Glosas. Para as glosas e traduções dos exemplos, os autores deverão orientar-se pelas convenções de glosamento interlinear morfema-por-morfema do Leipzig Glossing Rules, disponível em: www.eva.mpg.de/lingua/resources/glossing-rules.php.

11. Figuras, tabelas, quadros, ilustrações, mapas e similares. Esses elementos devem ser centralizados e numerados a partir do número 1 (arábico) e não devem ultrapassar os limites das margens. Cada elemento tem sequenciamento próprio, com título acima, com um espaço simples, em Times New Roman, 11pt, negrito, centralizado; a informação de fonte deve vir abaixo, em Times New Roman, 10pt, centralizado.

12Notas de rodapé. As notas devem ser digitadas no fim da página e numeradas a partir de 1. Não serão aceitas notas no título do relato ou no nome do autor.

13. Citações. As citações devem seguir no corpo do texto (não serão aceitas em notas), seguindo a NBR 10520/2002 da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).

14. Referências. As referências bibliográficas, contendo apenas as obras citadas no texto, seguem duas linhas após o texto final, em conformidade à NBR 6023/2018 da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). O recurso tipográfico para destaque é, preferencialmente, o itálico.

 

III. RESENHA

1. São aceitas resenhas críticas de livros e teses (nacionais ou internacionais) da área de línguas indígenas produzidos nos últimos 02 (dois) anos.

2. A referência completa da obra a ser apreciada deve constar no início do texto.

3. O texto da resenha deve ser inserido duas linhas após a referência completa da obra.

4. A resenha deve ser escrita de maneira contínua, sem seções ou subseções, em que conste a apresentação e a apreciação da obra.

5. As resenhas deverão ser enviadas obrigatoriamente em arquivos formato .docx (ou similares) e em formato .pdf (em campo destinado a documentos suplementares), página A-4, contendo no mínimo 05 laudas e no máximo 10 laudas, espaço simples, Times New Roman, fonte 12 pt, com margens de 2,5 (superior e inferior) e 2,0 (esquerda e direita). As páginas devem ser numeradas no canto superior direito.

6. Os dados de identificação do(s) autor(es) não deverão constar no arquivo da resenha submetida à Revista Brasileira de Línguas Indígenas - RBLI, respeitando-se o sistema "Double blind peer review". O(s) nome(s) do(s) autor(es), por extenso, filiação acadêmica e endereço postal eletrônico deverão ser inseridos na seção submissões online - cadastro de usuários.

7. Figuras, tabelas, quadros, ilustrações, mapas e similares. Esses elementos devem ser centralizados e numerados a partir do número 1 (arábico) e não devem ultrapassar os limites das margens. Cada elemento tem sequenciamento próprio, com título acima, com um espaço simples, em Times New Roman, 11pt, negrito, centralizado; a informação de fonte deve vir abaixo, em Times New Roman, 10pt, centralizado.

12Notas de rodapé. As notas devem ser digitadas no fim da página e numeradas a partir de 1. Não serão aceitas notas no título do relato ou no nome do autor.

13. Citações. As citações devem seguir no corpo do texto (não serão aceitas em notas), seguindo a NBR 10520/2002 da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).

14. Referências adicionais. As referências adicionais à obra apreciada devem seguir a NBR 6023/2018 da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). O recurso tipográfico para destaque é, preferencialmente, o itálico.

 

IV. ENTREVISTAS

1. São aceitas entrevistas escritas/concedidas por indígenas com notório saber acerca de suas línguas ou por pesquisadores e indigenistas com reconhecida contribuição para os estudos de línguas indígenas;

2. As entrevistas devem ser precedidas por uma apresentação do entrevistado e uma descrição do método utilizado para sua realização.

3. As entrevistas deverão ser enviadas obrigatoriamente em arquivos formato .docx (ou similares) e em formato .pdf (em campo destinado a documentos suplementares), página A-4, contendo no mínimo 05 laudas e no máximo 15 laudas, espaço simples, Times New Roman, fonte 12 pt, com margens de 2,5 (superior e inferior) e 2,0 (esquerda e direita). As páginas devem ser numeradas no canto superior direito.

4. As entrevistas serão avaliadas pelo comitê editorial da Revista Brasileira de Línguas Indígenas – RBLI.

5. As diretrizes para os demais elementos textuais (notas, figuras, citações, referências etc.) são as mesmas para artigos.

 

V. TRADUÇÕES

1. São aceitas traduções para o português de textos, de domínio público, da área de línguas indígenas.

2. Também serão aceitas traduções para o português de narrativas indígenas. Nesse caso, o autor da tradução deve apresentar também a narrativa em sua língua original para publicação.

3. As traduções de narrativas indígenas, opcionalmente, podem ser apresentadas em formato interlinearizado.

4. As traduções deverão ser enviadas obrigatoriamente em arquivos formato .docx (ou similares) e em formato .pdf (em campo destinado a documentos suplementares), página A-4, contendo no máximo 30 laudas, espaço simples, Times New Roman, fonte 12 pt, com margens de 2,5 (superior e inferior) e 2,0 (esquerda e direita). As páginas devem ser numeradas no canto superior direito.

5. As traduções serão avaliadas pelo comitê editorial da Revista Brasileira de Línguas Indígenas – RBLI.

6. As diretrizes para os demais elementos textuais (notas, figuras, citações, referências etc.) são as mesmas para artigos.

 

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.

  1. A contribuição é original, inédita e não está sendo avaliada para publicação por outra revista; caso contrário, deve-se justificar em "Comentários ao Editor". No caso das traduções, considera-se original e inédita o processo e o texto traduzido.

  2. Os arquivos para submissão estão em formato .docx (ou similares) e em formato .pdf (em campo destinado a documentos suplementares).

  3. O texto está em conformidade às diretrizes para autores (https://periodicos.unifap.br/index.php/linguasindigenas/about/submissions#onlineSubmissions).

  4. A identificação de autoria do trabalho foi removida do arquivo, conforme instruções disponíveis em Assegurando a Avaliação Cega por Pares. A identificação de autoria deve ser mantida em entrevistas traduções . 

 

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.