A intersemiose fotopoemática

Christina Ramalho

Resumo


Reflexão sobre o processo de “intersemiose fotopoemática” que caracteriza o gênero híbrido “fotopoema”, considerando aspectos semióticos específicos da fotografia e do poema, no que se refere ao trabalho com a linguagem visual e a linguagem escrita e a suas relações com a realidade humano-existencial, para, em seguida, considerar as conexões semânticas que promovem a fusão entre imagem e poema, gerando um novo signo no qual imagem e texto serão indissociáveis para que se alcancem os possíveis sentidos do objeto fotopoema. O texto também apresenta os antecedentes da experiência individual e criativa com a Fotopoesia e da sua presença no Ensino Superior e no Ensino Básico como recurso didático que contribui para a ampliação da leitura, da fruição e da produção de poemas nas salas de aula. Espera-se, com a abordagem, contribuir para a ampliação da recepção crítica a um gênero ainda pouco trabalhado no espaço dos estudos acadêmicos.

Texto completo:

PDF Português


Direitos autorais 2021 Letras Escreve

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.