Vogais médias pretônicas no português falado em Cametá: análise acústica

Raquel Maria da Silva Costa Furtado, Benedita Maria do Socorro Campos de Sousa

Resumo


RESUMO: Este trabalho objetiva caracterizar acusticamente as vogais médias pretônicas orais /e/ e /o/ faladas na área rural de Cametá (PA). O corpus da pesquisa é constituído por 18 participantes-colaboradores, estratificados por sexo, faixa etária e escolaridade, os quais participaram de um teste de imagens. Os dados foram submetidos a um tratamento composto por 5 etapas: segmentação em 6 níveis no programa PRAAT (enunciado, lexical, vocábulo alvo, sílaba, fonológico e fonético); isolamento dos vocábulos alvo em arquivo individuais; organização dos dados em uma planilha Excel; tomadas de medidas acústicas; cálculos da média e desvio padrão dos valores em Hz de F1 e F2. Os resultados mostraram alto grau de variação entre as variantes: [i] e [e] -participantes-colaboradores femininos; [u] e [o] - velhos e jovens; e as baixas [E] e [O] apresentaram-se distanciadas das variantes altas e médias. Assim, os dados acústicos apontam para o processo de manutenção das vogais pretônicas.

 


Texto completo:

PDF Português


DOI: http://dx.doi.org/10.18468/letras.2020v10n1.p51-62

Direitos autorais 2021 Letras Escreve

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.