Os resíduos do “mito da Donzela-Guerreira” no Memorial de Maria Moura

Thaís Ferreira Barros, Elizabeth Dias Martins

Resumo


O presente artigo tem como objeto de estudo o romance Memorial de Maria Moura (1992) escrito pela cearense Rachel de Queiroz (1910-2003). Este trabalho tem como objetivo identificar e analisar os resíduos do “mito da Donzela-Guerreira” na personagem Maria Moura. Para desenvolver esta análise, será aplicada a fundamentação teórica da Teoria da Residualidade, sistematizada por Roberto Pontes, e o livro intitulado A Donzela-Gerreira: Um Estudo de Gênero (1998), de Walnice Nogueira Galvão. Inicialmente, será identificado o resíduo do espírito guerreiro em Maria Moura desde a infância até o ápice da vida de batalhas. Para analisar a evolução do espírito guerreiro, será aplicado o conceito de resíduo através do processo de remanescência. Posteriormente, faz-se necessária a aplicação dos conceitos operacionais denominados: cristalização e mentalidade. No que se refere ao processo de cristalização, a metodologia utilizada terá como delimitação a análise dos aspectos físicos do “mito Donzela-Guerreira” presentes em forma de resíduos na personagem Maria Moura, entre os quais, o corte de cabelo e as vestes de homem como componentes dos resíduos analisados. Acrescenta-se a estes resíduos físicos, o uso das joias de ouro por Maria Moura como um elemento diferenciador do “mito da Donzela-Guerreira” e que, consequentemente, também o atualiza. Em se tratando do conceito de mentalidade, este artigo terá a metodologia de analisar o resíduo da relação entre pai e filha que toda Donzela-Guerreira mantém. Com Maria Moura, esse resíduo aparece em forma de influência da mentalidade paterna em suas decisões e posicionamentos na vida de guerreira. Vale ressaltar que por meio da leitura e conhecimento desse mito, reflexões críticas são levantadas em torno da força da mulher em seu tempo e espaço, ou seja, nota-se que esse mito está presente em diversas nacionalidades, séculos e culturas, constantemente atualizando-se.

Texto completo:

PDF PORTUGUÊS


DOI: http://dx.doi.org/10.18468/letras.2022v12n2.p%25p

Direitos autorais 2022 Letras Escreve

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.