Castidade, poesia e declamação: comentários ao excerto 6,8 das controvérsias de Sêneca, o velho

Letícia Maria Quintella Viana, Artur Costrino

Resumo


Neste trabalho, analisaremos o excerto de controvérsia 6.8 de Sêneca, o velho. O texto se trata de um julgamento fictício que tem como ré uma Virgem Vestal, que está sendo acusada de incastidade por ter elaborado um verso enaltecendo as núpcias. Ao longo do estudo, buscaremos entender como as partes, isto é, acusação e defesa, constroem o caráter da Vestal, a fim de atingirem seus objetivos de depreciá-la e defendê-la, respectivamente. Para tanto, traduziremos o texto filologicamente estabelecido por Kiessling (1872) e nos serviremos do aporte teórico de Oldenkotte (2014), Beard (2017), Aristóteles e outros, para que entendamos com maior clareza quem foram as Vestais e o que é o gênero de texto das controvérsias.


Texto completo:

PDF Português


Direitos autorais 2021 Letras Escreve

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.