Amor na Antiguidade: semelhanças e diferenças nas relações homoafetivas representadas em Homero e Virgílio

Alexandre Henrique Silveira

Resumo


RESUMO: O presente trabalho se propõe a comparar algumas das relações homoeróticas encontradas nos poemas épicos Ilíada, de Homero, e Eneida, de Virgílio, com o intuito de estabelecer certas distinções e semelhanças no que diz respeito ao modo como o amor homoafetivo era visto no mundo helênico e romano antigo. Para tanto, foi necessário realizar uma pesquisa a partir da História acerca do olhar da Antiguidade sobre o homoerotismo, optando-se, neste artigo, pela abordagem construcionista, desenvolvida por Michel Foucault (1988) em seus estudos históricos da sexualidade.
PALAVRAS-CHAVE:
Homoerotismo; Antiguidade Clássica; Poesia épica.


Texto completo:

PDF PORTUGUÊS


DOI: http://dx.doi.org/10.18468/letras.2022v12n2.p%25p

Direitos autorais 2022 Letras Escreve

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.