Aspectos da oralidade na produção textual de alunos do 5º ano do Ensino Fundamental

Rosemeire Garcia Pereira de Matos Garcia, Romário Duarte Sanches

Resumo


Este trabalho trata da influência da oralidade na produção textual dos alunos do 5º ano do ensino fundamental da Escola Municipal de Ensino Fundamental Associação dos Moradores do Bairro do Barro Branco, localizada em Santo Antônio do Tauá – PA. O objetivo principal foi mostrar como a língua oral, falada no cotidiano, influencia a escrita dos alunos no momento da produção de textos escritos quando não estão sendo monitorados. Assim, este estudo assume os pressupostos da sociolinguística educacional (BORTONI-RICARDO, 2004; 2005), com propostas voltadas para o ensino de língua materna na educação. Como metodologia, propusemos aos alunos do 5º ano a produção de textos com tema da atualidade e a partir disso buscamos analisar a influência da fala na escrita textual. Os resultados obtidos registram marcas recorrentes da fala que se aproximam da transcrição fonética, evidenciando que os discentes ainda não conseguem separar a linguagem falada nas rodas de conversa informal da linguagem exigida pela norma padrão. Isso se evidencia por meio de alguns trechos de textos produzidos pelos alunos, como: “Om dia eu vinia da casa da minia tia”.../ “eu qiría um futuro milio”.../ “eu ligo a TV eu vejo no jornal gente morendo purisso essa e a minha escolha”. Neste sentido, fica claro a necessidade de intervenções do professor, com práticas que tratem essas diferenças e conscientizem o discente a cerca da existência de espaços sociais para o uso de formas linguísticas específicas.


Texto completo:

PDF Português


Direitos autorais 2020 Letras Escreve

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.