Imaginário, sagrado e fantástico:interseções e deslumbres na Amazônia

Wellerth Mendes Ribeiro

Resumo


O presente artigo tem por objetivo reconhecer, dentro dos contos “ A Feiticeira” e “ Acauã” de Inglês de Sousa, na obra Contos Amazônicos, a presença das expressões do Sagrado, relacionados com o imaginário da Amazônia. A conceituação do que seja o Sagrado será embasada na concepção de Rudolf Otto (2005), através também da definição do conceito de Numinoso, que é o que permite que as expressões e manifestações do sagrado possam ser sentidas. Por se tratar da utilização do texto literário, o conceito do sagrado a ser utilizado na análise da obra será equiparado ao conceito do Fantástico (TODOROV), gênero utilizado dentro da epistemologia da Literatura para explicar o sobrenatural. O trabalho visa estabelecer a relação entre estes conceitos e fundamentá-los para a construção de uma relação de análise estabelecida na linha da Literatura e Religião, apontado autores como Magalhães e Gaia, que constituem estudos sobre este prisma. Além disso, o artigo ainda versa sobre a relação do texto literário produzido na Amazônia ,junto também aos conceitos de imaginário (DURAND, BACHELARD,TRINDADE E LAPLANTINE, PAES LOUREIRO) e suas particularidades regionais caracterizando-o para que haja uma análise coerente sobre as marcas da expressão do Sagrado que acontecem nos textos escolhidos para a análise e aplicabilidade de tais conceitos.


Texto completo:

PDF Português


DOI: http://dx.doi.org/10.18468/letras.2018v8n3.p83-97

Direitos autorais 2019 Letras Escreve

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.