Simbologias religiosas e imaginário: reflexões acerca do bestiário dos quatro evangelistas

Luiza Liene Bressan, Ana Caroline Voltolini Fernandes, Heloisa Juncklaus Preis Moraes

Resumo


O objetivo deste estudo é discutir conceitos teóricos que podem convergir ao simbolismo que se manifesta nas imagens dos quatro evangelistas que estão representados na nave central da catedral metropolitana de Porto Alegre, Rio Grande do Sul. O escopo teórico centra-se na teoria do imaginário. Nosso estudo está ancorado na análise das imagens dos apóstolos e, mais especificamente, nos animais pelos quais os mesmos são representados, pois o animal tem um lugar particular no imaginário humano bem como para a narrativa formada em torno das imagens. Assim, vemos esta representação enquanto arte, mas também enquanto constelação de imagens simbólicas que estruturam o imaginário do sagrado. É a partir de uma hermenêutica simbólica das imagens que apresentamos seus sentidos em função do bestiário presente nas representações e instauradoras de sentimento de pertença, onde o imaginário é reservatório e motor.


Texto completo:

PDF Português


DOI: http://dx.doi.org/10.18468/letras.2018v8n4.p165-178

Direitos autorais 2019 Letras Escreve

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.