A pregação da virtude em Gonçalo Fernandes Trancoso

Geraldo Augusto Fernandes

Resumo


No século XVI, em Portugal, Gonçalo Fernandes Trancoso escreve seus Contos e Histórias de Proveito & Exemplo com intenção pedagógico-moralizante, desiludido ao assistir à dissolução dos costumes trazida pelas conquistas ultramarinas. Vale-se de um recurso próprio do medievo – os exemplos – para mostrar-se como paladino que luta pelos valores da Virtude. O objetivo desse artigo é analisar como o autor monta seus contos de pregação, analisando as técnicas narrativas utilizadas para mostrar como esses contos tornaram-se leitura prazerosa e edificante.


Texto completo:

PDF Português


DOI: http://dx.doi.org/10.18468/letras.2018v8n3.p165-177

Direitos autorais 2019 Letras Escreve

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.