KAKÁ WERÁ JECUPÉ E A TRADUÇÃO DOS CANTOS SAGRADOS MBYÁ GUARANI

Carline Cunha Ramos Quaresma, Izabela Guimarães Guerra Leal

Resumo


No presente trabalho, focalizamos a tradução dos cantos sagrados Mbyá Guarani realizada por Kaká Werá Jecupé, que possui um valor peculiar advindo do fato de Kaká ser membro da cultura traduzida. Neste sentido, nossos objetivos são: discutir a especificidade da tradução de Kaká Werá Jecupé e traçar eixos comparativos entre a sua tradução e as de Léon Cadogan (1959), Pierrre Clastres (2011), e  Josely Vianna Baptista (2011), refletindo também sobre o ato de tradução como possibilidade de abertura a outras culturas.


Texto completo:

PDF Português


DOI: http://dx.doi.org/10.18468/letras.2018v8n1.p533-554

Direitos autorais 2018 Letras Escreve

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.