PERSONAGENS JORNALISTAS NA LITERATURA DA DÉCADA DE 1970: UMA ANÁLISE DO ROMANCE A FESTA

Felipe Quintino

Resumo


Este artigo aborda aspectos das relações possíveis entre jornalismo e literatura no período da ditadura militar no Brasil, como a participação de profissionais da imprensa na escrita de ficção e a presença do jornalista como personagem de narrativas literárias. Essas questões serão discutidas e analisadas a partir do romance A Festa, escrito por Ivan Ângelo e publicado em 1976. As características dos três jornalistas retratados no livro, a capacidade de o romance apresentar os meandros da imprensa e os indícios do momento político foram abordados neste artigo. Constatou-se a pluralidade de visões da figura do jornalista, abrindo caminhos para uma gama de sentidos sobre o lugar social da imprensa e de seus profissionais, bem como diversas formas de mobilização da memória sobre o jornalismo e o momento histórico. 


Texto completo:

PDF Português


DOI: http://dx.doi.org/10.18468/letras.2018v8n1.p399-418

Direitos autorais 2018 Letras Escreve

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.