JORNALISMO E LITERATURA: ANÁLISE DO LIVRO-REPORTAGEM ESTAÇÃO CARANDIRU, DE DRÁUZIO VARELLA

Hellen Cristina Picanço Simas, Daiane Pontes Araújo, Fábio Gonçalves Modesto

Resumo


Esta pesquisa caracteriza o tipo de narrador presente na obra Estação Carandiru, de Dráuzio Varella, discutindo as convergências e as divergências entre Jornalismo e Literatura. Inicialmente faremos um breve resgate histórico sobre o New Journalism e discorreremos sobre a prática jornalística na produção de livro-reportagem. O corpus de estudo é formado pelo livro Estação Carandiru, de Dráuzio Varella, publicado em 1999 pela editora Companhia das Letras. A metodologia baseou-se em uma revisão bibliográfica e pesquisa de caráter qualitativo, tendo como base teórica os estudos propostos por Felipe Pena (2006), Edivaldo Pereira Lima (2009), Rildo Cosson (2007), Marcelo Bulhões (2007) e Maria Ligia Chiappini Moraes Leite (2002). A partir da pesquisa realizada, conclui-se que o Jornalismo Literário ainda é pouco produzido pelos jornalistas contemporâneos, por estes ainda estarem influenciados pelo Jornalismo Norte americano, em que valorizam o lide, o imediatismo, pautado na veiculação de informação em tempo real.


Texto completo:

PDF Português


DOI: http://dx.doi.org/10.18468/letras.2018v8n1.p259-285

Direitos autorais 2018 Letras Escreve

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.