A relação paterna enquanto influência nas escolhas amorosas de Engraçadinha – personagem de Asfalto selvagem, de Nelson Rodrigues

Valéria Oliveira da Silva, Raphael Bessa Ferreira

Resumo


O presente trabalho tem por objetivo analisar a influência paterna nas escolhas amorosas, bem como na conduta erótica de Engraçadinha – personagem imortalizada por Nelson Rodrigues no romance Asfalto selvagem – obra divida em dois volumes. No entanto, para a análise que se pretende realizar somente o primeiro: Engraçadinha – seus amores e seus pecados (1994) será válido. E para embasar tal estudo serão utilizados autores como Luiz Felipe Pondé, que por meio de sua obra, A filosofia da adúltera (2013), reflete sobre os abismos que regem a condição humana; Sigmund Freud, através de suas Obras reunidas (2013) e Robertt Stoller, com Perversão: a forma erótica do ódio (2015).

Texto completo:

PDF Português


DOI: http://dx.doi.org/10.18468/letras.2017v7n4.p79-91

Direitos autorais 2018 Letras Escreve

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.