TRANSPOSIÇÃO DIDÁTICA E DIDATIZAÇÃO NO CAMPO DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL E OS MATERIAIS DIDÁTICOS IMPRESSOS

Rosivaldo Gomes, Adelma das Neves Nunes Barros Mendes

Resumo


Neste artigo apresentamos algumas reflexões sobre os processos de transposição didática e didatização em articulação com materiais didáticos voltados para Educação Ambiental. Para isso, discutimos a partir de Chevallad (1985) e Barros-Mendes (2005) os conceitos desses dois processos e com base na Lei nº 9.795/1999 que dispõe sobre a educação ambiental e que institui a Política Nacional de Educação Ambiental sobre a produção de materiais didáticos voltados para a educação ambiental. Discutimos, ainda, com base em Gomes e Barros-Mendes (2012) e em Mendonça (2010) algumas definições sobre o gênero discursivo cartilha quadrinizada e a constituição desse gênero a partir da visão enunciativo-discursiva de Bakhtin (2003).  O estudo está situado no quadro teórico-metodológico da Linguística Aplicada transdisciplinar (MOITA-LOPES, 2006).

 


Texto completo:

PDF Português


DOI: http://dx.doi.org/10.18468/letras.2017v7n1.p317-348

Direitos autorais 2017 Letras Escreve

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.