AVANTE! A CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE NACIONAL BRASILEIRA NA MODERNIDADE

Renata Cristina Ling Chan

Resumo


O objetivo deste artigo é analisar como o Modernismo Paulista, cujo carro chefe foi a Semana de Arte Moderna de 1922, foi alçado à posição de Modernismo Brasileiro e como esse processo contribuiu para se forjar uma identidade cultural brasileira. A partir disso, foi analisado como a construção dessa identidade a partir da estética do Modernismo Paulista atua na delimitação e exclusão das figuras de alteridade na implementação de um estado autoritário. Para tal, utilizou-se a análise da temporalidade da Modernidade feita por Octávio Paz; perspectivas apresentadas por Stuart Hall sobre as identidades nacionais da Pós-modernidade; análise da construção da aura mitológica do Modernismo paulista feita por Daniel Faria e Francisco Foot Hardman; análise do forjamento da identidade brasileira feira por Stella Bresciani; e a análise da cultura brasileira de exclusão de medo das figuras de alteridade feita por Eva Landa.

Texto completo:

PDF Português


Direitos autorais 2015 Letras Escreve

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.