A PERSISTÊNCIA DO REAL: AS CONDIÇÕES DO REALISMO NO ROMANCE DA PERIFERIA DO CAPITALISMO

Fábio Salem Daie

Resumo


O presente artigo tem o objetivo de analisar algumas concepções teóricas sobre o realismo na literatura, principalmente aquelas relacionadas ao contraste Europa-Estados Unidos e territórios periféricos, como a América Latina. Há, portanto, um esforço por iniciar um diálogo com o crítico norte-americano Fredric Jameson e seus comentários sobre o comportamento cultural. Este artigo aborda sua filosofia da história da arte que afirma a sequência realismo-modernismo-pós-modernismo para propor a seguinte questão: quando se trata do romance, seu desenvolvimento no centro do capitalismo pode ser reproduzido em trabalhos latino-americanos ao longo do mesmo período? Na tentativa de responder a essa pergunta, investigamos os “determinantes sociais do pensamento” que poderiam nos guiar até uma perspectiva satisfatória.

Texto completo:

PDF Português


Direitos autorais 2015 Letras Escreve

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.