O SERTÃO DE OJUARA: ESPAÇO DE IDENTIDADE

Marcos Paulo Torres Pereira

Resumo


Sob os liames dos estudos culturais à crítica literária, o espaço de identidade é marcado na produção do romance As Pelejas de Ojuara, de Nei Leandro de Castro, como fator à corporificação do amadurecimento de tessituras, construções, estruturas e temas característicos ao sertão nordestino. O sertão de Ojuara, nesses termos, realoca liames fronteiriços à imagética de um mito fundante de sertão mediante uma linguagem marcada pela oralidade cristalizada em literária num corolário que matiza a ressignificação de símbolos e de sinais identitários na convergência de interesses e na comunhão de valores, em isolamentos, divergências e conflitos. Este estudo tem por objetivo suscitar a discussão acerca dos pontos de convergência simbólicos de lugares de memória, buscando os elementos que matizam a interface de alteridade, cristalizadora de tradições e de cultura em estruturas imaginárias, mais que geográficas, mais que históricas.

Palavras-chave: Memória; Lugar de memória; cristalização.


Texto completo:

PDF Português


Direitos autorais 2015 Letras Escreve

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.